Goldman Sachs pede que funcionários permaneçam focados

SÃO PAULO, 19 de abril de 2010 - O chefe-executivo do Goldman Sachs Group Inc. (GS) , Lloyd C. Blankfein, disse que o "incêndio" por acusações de fraude informado pela Securities and Exchange Commission é "certamente desconfortável", mas exortou os trabalhadores a permanecerem focados nas próximas semanas.

Blankfein, em seus primeiros comentários desde que a agência reguladora norte americana [SEC] denunciou formalmente o banco na sexta-feira (16), disse em uma mensagem de voz enviada aos funcionários em todo o mundo que a empresa irá "agir com diligência para resolver a queixar-se sobre os fatos". Analistas aguardam confrontar Blankfein sobre a queixa da SEC, já que a empresa envia relatórios sobre os lucros trimestrais na terça-feira (20), e ele também está agendado para depor perante a Subcomissão de Investigações Permanente do Senado na próxima semana.

Goldman já emitiu duas declarações na sexta-feira prometendo "vigorosamente" se defender contra as alegações de que o banco não divulgara corretamente a investidores do fundo Paulson.

(Redação com agências internacionais - Agência IN)