Ambiente negativo derruba bolsas europeias

SÃO PAULO, 19 de abril de 2010 - O ambiente negativo no mercado motivado pelos problemas enfrentados pelo Goldman Sachs e preocupações com a Grécia fizeram com que os principais índices acionários europeus terminassem a segunda-feira em baixa.

Ao final dos negócios, o índice FTSE-100, de Londres, caiu 0,28%, aos 5.727 pontos, o DAX, de Frankfurt, teve desvalorização de 0,30%, aos 6.162 pontos e o CAC-40, de Paris, perdeu 0,41%, aos 3.970 pontos.

O órgão regulador da bolsa norte-americana, Securities and Exchange Comission (SEC), anunciou na sexta-feira que o banco Goldman Sachs é culpado de fraude na venda de títulos de investimentos relacionados com créditos hipotecários de alto risco, conhecidos como "subprime".

Na opinião de Roberto Alem, economista da M2 Investimentos, o problema do banco trouxe desconfiança aos investidores. "Estamos vivendo crise de confiança no mercado. Fica a dúvida sobre a possibilidade de outras instituições terem feito o mesmo", explicou.

Além disso, a situação da Grécia ainda preocupa o mercado, segundo Alem. "O mais provável é que os gregos usem a ajuda do Fundo Monetário Internacional [FMI] e da União Europeia. O grande problema é contaminar outros países. Comenta-se até que a Grécia possa sair da União Europeia. Neste aspecto muitas coisas ainda não estão claras", pontuou.

Outro fator, que na visão de Alem, deve influenciar nos pregões da semana é a agenda de divulgação dos balanços financeiros de diversos bancos europeus e norte-americanos.

(Humberto Domiciano - Agência IN)