Renault, Nissan e Daimler formam aliança

Agência AFP

TÓQUIO - A montadora francesa Renault, a sócia japonesa Nissan e a alemã Daimler anunciaram nesta quarta-feira uma aliança que inclui uma troca de ações, assim como o desenvolvimento conjunto de modelos e o uso de motores em comum.

A aliança prevê que a Daimler entre com uma participação de 3,1% no capital da Renault e de 3,1% na Nissan. Estas duas empresas receberão participações iguais de 1,55% da montadora alemã, informa um comunicado das três companhias divulgado na Bolsa de Tóquio.

A Daimler, que produz carros que vão dos populares Smart até a marca de luxo Mercedes-Benz, também estabeleceu com a Renault-Nissan "uma disposição conjunta para desenvolver carros pequenos".

Os modelos Smart Fortwo da Daimler e Twingo da Renault que devem chegar ao mercado a partir de 2013 terão uma concepção elaborada em conjunto.

Os três grupos desenvolverão ainda em conjunto e devem compartilhar o uso dos motores (a gasolina e diesel) da aliança Renault-Nissan nos futuros modelos Smart e Twingo.

Os motores serão adaptados para o uso nos Mercedes-Benz, com o objetivo de equipar uma nova geração de veículos compactos de luxo.

As três empresas esperam obter 5,3 bilhões de dólares nos próximos cinco anos como fruto da aliança, anunciaram os presidentes das montadoras em Bruxelas.

"Os benefícios desta aliança são imediatos e duradouros. As sinergias com a Daimler têm um valor líquido atual de pelo menos dois bilhões de euros (2,7 bilhões de dólares), em termos de custos e oportunidades de lucros durante os próximos cinco anos", declarou o brasileiro Carlos Ghosn, presidente da Renault e da Nissan.

Para o presidente da Daimler, Dieter Zetsche, a operação vai gerar lucros da "mesma magnitude que a mencionada por Renault e Nissan".

A Renault possui 44,3% do capital de Nissan, que por sua vez tem 15% da montadora francesa. A aliança foi estabelecida em 1999.

O governo francês, principal acionista da Renault, aprovou na terça-feira o projeto de aproximação industrial.