Renda dos consumidores dos EUA sobe 0,1% em fevereiro

SÃO PAULO, 29 de março de 2010 - A renda dos consumidores norte-americanos cresceu US$ 1,2 bilhão, alta de 0,1% em fevereiro na comparação com o mês anterior, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pelo Departamento de Comércio do país - Bureau of Economic Analysis (BEA, na sigla em inglês).

Já o índice que mede os gastos dos consumidores (PCE, na sigla em inglês) avançou 0,3% (ou US$ 34,7 bilhões) no mesmo período de comparação. A renda real disponível aos consumidores apresentou alta de 0,1% em fevereiro, em contraste com o decréscimo de 0,4% no mês anterior.

De acordo com o Departamento de Comércio, "a renda cresceu conforme esperado muito embora os índices de desemprego continuem altos. No entanto, a inflação permaceu em nível benigno". Os gastos dos consumidores são responsáveis por 70% da demanda registrada em território norte-americano.

O PCE incluindo alimentos e energia (itens considerados voláteis) permaneceu inalterado no mês de fevereiro, avanço de 0,1%, com alta de 1,8% na comparação anual. Em janeiro, o indicador apresentou queda de 0,1%.

Os dados revisados de janeiro indicam que a renda pessoal no mês de janeiro avançou 0,3% enquanto os gastos dos consumidores tiveram alta de 0,4%.

(SV - Agência IN)