Homens retomam o posto de maiores inadimplentes

SÃO PAULO, 26 de março de 2010 - Os homens chegaram ao topo da inadimplência no primeiro bimestre do ano, segundo a última pesquisa Perfil do Inadimplente, divulgada pela TeleCheque, empresa especializada em verificação de crédito em compras com cheques.

De acordo com a pesquisa, os homens contabilizaram 50,34% dos entrevistados nesse período - um crescimento de 12,09% frente ao bimestre e de 9,5% em comparação ao ano anterior.

"Esta mudança do perfil do inadimplente (homens superando mulheres) vem acompanhada do aumento dos indicadores de desemprego, acendendo um alerta para o comportamento de mercado,"explica José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da TeleCheque. Segundo ele, a faixa etária que mais ficou inadimplente no bimestre (33,48%) e que apresentou aumento de 14,7% em relação ao bimestre anterior foi a de 31 a 40 anos, que geralmente não está inserida nas vagas temporárias geradas no final do ano.

Ainda de acordo com a pesquisa, as classes mais baixas devem voltar a assumir o posto dos mais inadimplentes, até então ocupada pelas classes mais altas - afetadas pela crise financeira mundial. "As classes C e D enfrentam maior dificudade em conseguir crédito no país, ao contrário da A e B que, naturalmente, conquistam vantagens em diversas instituições financeiras. Apesar disso, vemos que o mercado está disposto a investir o que for necessário para ampliar os negócios e não vão economizar em campanhas publicitárias e condições de prazos e descontos diferenciados para fidelizar os consumidores de suas lojas", detalha o vice-presidente.

Para completar o perfil, os mais inadimplentes foram os casados (47,42%), com idade entre 31 e 40 anos (33,48%), com 2º grau completo (46,97%), empregados (35,28%), com a faixa de rendimento entre R$ 2.075 a R$ 2.490 (20,22%) e o principal motivo da inadimplência foi o descontrole financeiro (47,19%). Os itens mais comprados foram Telefonia Celular e Acessórios (13,03%), Vestuário (11,01%) e Supermercados (9,21%).

A pesquisa foi realizada pela TeleCheque, com 455 pessoas inadimplentes, usuárias do meio de pagamento cheque no Brasil, que não, necessariamente, são inadimplentes nessa forma de pagamento. As entrevistas foram realizadas entre os dias 1º de janeiro a 28 de fevereiro.

(SSB - Agência IN)