Prêmios dos DIs operam sem tendência definida

SÃO PAULO, 23 de março de 2010 - As projeções de juros embutidas nos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) iniciam o dia dentro da estabilidade no curto prazo e leve queda nos vencimentos mais longos. Na BM&FBovespa, há pouco, o contrato de DI de julho de 2010 indicava taxa anual de 9,10%, mesma do último fechamento. O DI para janeiro de 2011 projetava taxa anual de 10,27%, ante 10,26% do ajuste anterior.

Os agentes financeiros avaliam nesta manhã o resultado do Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) que registrou variação de 0,55% em março deste ano, ante 0,94% no mês anterior.

(Maria de Lourdes Chagas - Agência IN)