Moody´s anuncia perspectivas positivas para o Banco Fibra

SÃO PAULO, 23 de março de 2010 - A Moody's alterou nesta terça-feira de estável para positiva, a perspectiva dos ratings do Banco Fibra de força financeira de bancos (BFSR) D; de depósito de longo-prazo em moeda local e em moeda estrangeira na escala global "Ba2"; bem como o rating de dívida sênior e de dívida subordinada em moeda estrangeira, "Ba2" e "Ba3", respectivamente.

Ao mesmo tempo, a Moody's elevou o rating de depósito em escala nacional de longo prazo do Fibra para "Aa3.br" de "A1.br", também colocados em perspectiva positiva. Os ratings de depósito em moeda local e estrangeira de curto prazo Not Prime e o rating de curto prazo na escala nacional brasileira BR-1 permanecem inalterados.

A agência de classificação de risco disse que a perspectiva positiva reflete a melhoria da flexibilidade financeira do Fibra, em relação a outros bancos de rating "Ba2" no Brasil, e que coloca o banco em uma melhor posição para retomar o crescimento em um ambiente de crédito mais favorável.

Os esforços da administração de redesenhar e redirecionar as operações de varejo são um aspecto positivo para o crédito porque devem resultar em melhores oportunidades de negócios e diversificação de receitas, enquanto potencialmente melhorarão o valor de franquia e a recorrência de resultados do Fibra. A melhoria da governança e dos modelos de risco deve apoiar os planos de crescimento do banco, apesar das condições de mercado altamente competitivas.

De acordo com a Moody's, o objetivo da administração de expandir a participação do crédito de varejo no balanço alterará a composição do mix e provavelmente alongará o "duration" da carteira de crédito, enquanto eleva a alavancagem do banco. O Fibra poderia, também, sofrer pressões nos indicadores de qualidade do ativo e precisar de provisionamento adicional à medida que constrói a nova carteira. A administração, portanto, é desafiada a executar seu plano de crescimento sob disciplina de risco, o que assegurará rentabilidade sustentável.

(Redação - Agência IN)