IPC-S reduz alta na terceira semana de março, diz FGV

JB Online

DA REDAÇÃO - O IPC-S de 22 de março de 2010 registrou queda de 0,87%, taxa 0,06 ponto percentual abaixo da apurada na última divulgação. Nesta apuração, quatro das sete classes de despesa componentes do índice responderam pela desaceleração do indicador, segundo a Fundação Getúlio Vargas.

As principais contribuições para a desaceleração do índice partiram dos grupos transportes (0,79% para 0,31%) e vestuário (0,07% para -0,37%). Na primeira classe de despesa, a principal contribuição para este movimento partiu do item álcool combustível (0,16% para -3,08%). Na segunda, o destaque foi o item roupas (-0,36% para -0,77%).

Os grupos despesas diversas (0,20% para 0,16%) e saúde e cuidados pessoais (0,39% para 0,37%) também contribuíram para o recuo da taxa do índice. Em cada uma destas classes de despesa, os destaques foram: Clínica Veterinária (1,49% para 0,41%) e Artigos de Higiene e Cuidado Pessoal (0,39% para 0,06%), nesta ordem.

Em contrapartida, os grupos educação, leitura e recreação (-0,02% para 0,23%) e alimentação (2,43% para 2,43%) registraram acréscimos em suas taxas de variação. Contribuíram para estes movimentos os itens: cursos não formais (0,83% para 0,94%) e hortaliças e legumes (10,69% para 11,60%), respectivamente.

O grupo habitação repetiu a taxa de variação da última apuração, que foi de 0,30%. Em sentido ascendente vale citar o comportamento do item eletrodomésticos e equipamentos (0,35% para 0,62%). E em sentido descendente, o item luz, gás e telefone (0,07% para 0,04%).

A próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até o dia 31 deste mês, será divulgada no dia 5 de abril.