Ibovespa fecha em alta de 0,50% com Vale e siderúrgicas

SÃO PAULO, 23 de março de 2010 - O bom desempenho das ações das mineradoras e siderúrgicas e a melhora no ambiente internacional impulsionaram a bolsa brasileira nesta terça-feira. Ao final do pregão, o Ibovespa subiu 0,50%, aos 69.386 pontos. O giro financeiro da bolsa ficou em R$ 5,895 bilhões.

Os papéis dos setores supracitados foram impactados por possíveis reajustes nos preços do minério de ferro da Vale. No entanto, a companhia negou a operação, mas ponderou que há algum tempo adota uma nova política comercial.

Com isso, as ações da mineradora (PNA) subiram 2,59%, cotadas a R$ 48,55, enquanto que da Gerdau (PN) tiveram alta de 0,29%, a R$ 27,04, e da CSN (ON) que ganharam 4,28%, a R$ 68,95.

Na opinião de Silvio Campos Neto, economista do banco Schahin, o desempenho foi positivo no mercado brasileiro refletindo as ações das mineradoras e siderúrgicas, "no entanto, os ganhos não tiveram tanto fôlego porque ainda não há consistência no mercado", explicou.

Para Campos Neto, a tendência de ganhos modestos deve permanecer por algum período. "Não conseguimos identificar nenhum fator que possa alterar este caminho, a bolsa deve ficar oscilando perto do zero, sem uma tendência clara por algum tempo", completou.

Por outro lado, as ações da Petrobras (PN) fecharam o dia em baixa de 1,15%, sendo cotadas a R$ 35,82. Para o economista, os papéis da companhia ainda refletem a divulgação do balanço trimestral divulgado na sexta-feira e o processo de capitalização que está tramitando no Congresso nacional.

Já no cenário internacional, o dia foi de tranqüilidade, com as bolsas europeias e norte-americanas fechando em alta motivadas por indicadores dos imóveis nos Estados Unidos, que vieram acima das expectativas do mercado.

(Humberto Domiciano - Agência IN)