GM do Brasil anuncia investimento de R$ 1,4 bilhão em SP

SÃO PAULO, 23 de março de 2010 - A General Motors do Brasil anunciou investimentos de R$ 1,4 bilhão em projetos de modernização e ampliação das unidades da empresa em São Caetano do Sul e Mogi das Cruzes, ambas no Estado de São Paulo, que permitirão os lançamentos de dois veículos inéditos no mercado brasileiro - baseados nas novas arquiteturas globais da empresa.

O novo plano de investimento definido e aprovado pela GM, no valor de R$ 1,4 bilhão, está inserido no programa de renovação da atual linha de veículos Chevrolet até 2012 e, desta vez, vai contemplar o lançamento de dois novos veículos destinados ao mercado brasileiro e também às exportações.

Daqueles recursos, a maior parte - R$ 1,350 bilhão -, se destina para a modernização da fábrica de São Caetano do Sul e sua adequação para a produção dos novos modelos - que serão produzidos naquela unidade, com aumento da capacidade produtiva, além da nacionalização de peças com fornecedores brasileiros. O restante se destina às áreas da engenharia do produto e de manufatura.

Para dar suporte às atividades e necessidades de peças da fábrica de São Caetano do Sul, também o Complexo Industrial da GM instalado em Mogi das Cruzes, na Região do Alto Tietê, receberá investimentos totais de R$ 50 milhões, dos quais R$ 30 milhões já estão sendo aplicados.

Os demais R$ 20 milhões serão absorvidos pela GM de Mogi até 2012. A unidade de Mogi tem 760 empregados diretos e indiretos e, até o final do ano, ampliará seu efetivo em mais 190 pessoas, totalizando 950. Ela se dedica à produção de componentes estampados dos veículos que já deixaram de ser fabricados e também conjuntos e subconjuntos para os modelos atualmente em linha. Recentemente ganhou novas células de montagem de subconjuntos para veículos da linha Agile.

"A definição deste novo plano insere-se na nossa estratégia de longo prazo de investimentos totais de R$ 5 bilhões, no período de 2008 a 2012, que nos permitirá ampliar a capacidade produtiva e também renovar totalmente o nosso portifólio de veículos Chevrolet no Brasil", destaca Jaime Ardila, presidente da General Motors do Brasil e Mercosul.

José Carlos Pinheiro Neto, vice-presidente da GM do Brasil, por sua vez, assinalou que os recursos para esse investimento são provenientes da geração de caixa da empresa e dos resultados financeiros auferidos nos últimos anos. Segundo ele, "esta é uma prova inequívoca do compromisso da GM com o país".

Luiz Moan, diretor de Assuntos Institucionais da GM do Brasil, acrescenta que o mercado brasileiro de veículos ainda tem muito potencial para crescimento, fato comprovado pelo registro de sucessivos recordes de vendas nos últimos anos.

(Redação - Agência IN)