DIs de longo prazo se ajustam para cima na BM&FBovespa

SÃO PAULO, 22 de março de 2010 - As projeções de juros embutidas nos Certificados de Depósito Interfinanceiro (CDI) negociados na BM&FBovespa encerraram o dia sem uma tendência definida nas taxas de curto prazo. Nos vencimentos mais longos, os investidores embutiram maiores prêmios de risco. O contrato de DI de janeiro de 2011, o mais negociado com 214,7 mil operações (R$ 19,8 bilhões), apontou taxa anual de 10,30%, ante 10,32% do ajuste anterior.

O contrato de DI com vencimento em janeiro de 2012 projetou taxa anual de 11,70%, ante 11,68% do ajuste anterior, após 178,3 mil de negócios (R$ 14,6 bilhões). O contrato para julho de 2010 indicou taxa anual de 9,11%, mesma do último fechamento, depois de 84 mil operações (R$ 8,2 bilhões). O DI de janeiro de 2013 projetou taxa de 12,14%, ante 12,07% do ajuste anterior. Janeiro de 2017 projetou juro de 12,53%, contra 12,46% do fechamento de ontem.

(Simone e Silva Bernardino - Agência IN)