Agenda de peso mantém investidores cautelosos e dólar sobe

SÃO PAULO, 4 de março de 2010 - A agenda norte-americana repleta de informações importantes e as decisões de juros na Europa podem mexer com os mercados nesta quinta-feira. Há pouco, o dólar subia 0,34%, vendido a R$ 1,786, seguindo o tom mais cauteloso das praças acionárias.

Segundo analistas, contribuem com o viés negativo a expectativa pelos dados do payroll amanhã, além da queda da bolsa na China e indicadores europeus. Na zona do euro a prévia do Produto Interno Bruto (PIB) referente ao quarto trimestre de 2009 veio em linha, ao registrar alta de 0,1% - segundo trimestre de variação positiva após cinco resultados mostrando contração da economia. Nesta apuração os gastos da famílias mostrou estabilidade, enquanto os investimentos caíram 0,8%.

No Reino Unido, o Banco Central manteve dos juros em 0,5% e o programa de compra de ativos no valor de 200 bilhões de libras. Na zona do euro, BCE também optou por manter o juro em 1% nas operações de refinanciamento. Por lá, a expectativa recai sobre o discurso do presidente do BCE, Jean Claude-Trichet sobre economia e os próximos passos da instituição.

"Neste ambiente, embora com melhores disposições que no final da semana passada, os investidores globais devem seguir cautelosos diante da expectativa em relação aos dados do payroll nos EUA, principalmente se a agenda econômica de hoje não trouxer surpresas positivas relevantes", destaca um especialista. De acordo com estimativas, se este for o cenário do dia, o câmbio deve continuar oscilando perto e até um pouco acima de R$ 1,80, enquanto o Ibovespa deve seguir operando um pouco abaixo dos 68 mil pontos.

(Simone e Silva Bernardino - Agência IN)