Produção de celulose da Suzano é recorde em 2009

SÃO PAULO, 3 de março de 2010 - Com o recorde de produção de 696 mil toneladas de papel e celulose no quarto trimestre do ano passado e recorde anual de 2,7 milhões de toneladas, a Suzano reverteu o prejuízo obtido no quarto trimestre de 2008 e lucrou R$ 136 milhões no último trimestre de 2009.

Segundo André Dorf, diretor de relações com os investidores da companhia, "2009 foi muito desafiador com os impactos da crise e mesmo assim conseguimos manter a receita". Mesmo com os desafios do ano passado, Dorf explica que a companhia "reduziu R$ 1,5 bilhão da dívida líquida do ano passado, totalizando R$ 3,966 bilhões".

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) que foi de R$ 255 milhões no quarto trimestre de 2009, ante R$ 382 milhões no mesmo período de 2008, caiu 33,2%. "Os reflexos da crise influenciaram o Ebitda, que reduziu principalmente pelo decréscimo do preço da celulose em 2009", explica o diretor.

Já neste ano, o aumento consecutivo do preço da celulose ocorre desde maio do ano passado, o que mostra rápida recuperação no mercado de papel e celulose. "Temos a expectativa de melhorar o Ebtida de 2010 com a recuperação de preços", completa Dorf.

No setor de vendas de celulose, a Suzano totalizou R$ 413 milhões no quarto trimestre de 2009, com alta de 3,4% em relação a igual época de 2008. No ano passado, as vendas de celulose ficaram em R$ 1,780 bilhão, alta de 34,8%. As vendas de papel no último trimestre de 2009 somaram R$ 307 milhões, ante R$ 302 milhões, acréscimo de 17,2%. Já no acumulado do ano anterior, houve queda de 4%, totalizando R$ 1,116 bilhão.

(Niviane Magalhães - Agência IN)