Otimismo dos investidores eleva principais bolsas

SÃO PAULO, 2 de março de 2010 - Apesar do bom desempenho das principais bolsas mundiais observado durante a sessão, os índices acionários norte-americanos e brasileiro reduziram o ritmo de ganhos com os investidores cautelosos.

Nos Estados Unidos, de acordo com analistas, as vendas da General Motors (GM) ficaram abaixo do esperado pelo mercado, gerando cautela entre os agentes. Em Wall Street, as bolsas terminaram em leve alta. O índice Dow Jones Industrial Average teve valorização de 0,02%, aos 10.405 pontos. O S&P 500 cresceu 0,23%, aos 1.118 pontos. E na bolsa eletrônica, o índice composto Nasdaq ganhou 0,32%, para 2.280 pontos.

Como não houve indicadores econômicos, os investidores voltaram suas atenções para a Europa. Por lá, a informação de que em pouco tempo a Grécia vai receber uma ajuda financeira concreta da União Europeia aliviou o mercado.

Com isso, os índices acionários do velho continente terminaram com ganhos. Ao final dos negócios, o índice FTSE-100, de Londres, subiu 1,45%, aos 5.484 pontos. O DAX, de Frankfurt, valorizou 1,10%, aos 5.776 pontos e o CAC-40, de Paris, fechou em alta de 1,12%, aos 3.811 pontos.

Na Argentina, o índice Merval, da bolsa de valores de Buenos Aires finalizou o pregão em terreno positivo, com alta de 0,91%, aos 2.285 pontos

E no Brasil, o Ibovespa replicou o comportamento das principais praças acionárias e subiu 0,82%, aos 67.779 pontos. O giro financeiro da bolsa ficou em R$ 6,68 bilhões.

Internamente, destaque para o resultado do Pão de Açúcar. O grupo teve lucro líquido de R$ 193,9 milhões no quarto trimestre de 2009, incluindo os números do Ponto Frio.

No mercado de renda fixa, as projeções de juros futuros recuaram na maioria dos vencimentos. O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2011 projetou taxa anual de 10.44%. Já no câmbio, o dólar fechou em baixa, vendido a R$ 1,78.

E nas commodities, por sua vez, os preços do petróleo avançaram acompanhando o bom humor dos investidores nos mercados acionários. O barril de petróleo do tipo WTI, com vencimento em abril, fechou em alta de 1,2%, cotado a US$ 79,67 na Bolsa de Mercadorias de Nova York (NYMEX, sigla em inglês). E o barril do tipo Brent, também com vencimento em abril, teve acréscimo de 1,6% negociado a US$ 78,11 no ICE Exchange de Londres.

(Redação - Agência IN)