Bolsas dos EUA reduzem ritmo de ganhos e fecham em leve alta

SÃO PAULO, 2 de março de 2010 - Em um dia de agenda econômica norte-americana vazia, os principais índices acionários de Wall Street fecharam em leve alta. Os investidores operaram na expectativa pela divulgação de um pacote de medidas econômicas de ajuda à Grécia.

Em Nova York, o índice Dow Jones Industrial Average teve valorização de 0,02%, aos 10.405 pontos. O S&P 500 cresceu 0,23%, aos 1.118 pontos. E na bolsa eletrônica, o índice composto Nasdaq ganhou 0,32%, para 2.280 pontos.

Para Sílvio Campos Neto, economista do Banco Schahin, o clima de cautela e a expectativa dos investidores em relação à Grécia deve permanecer nos próximos dias. "A insegurança do mercado vem por conta de uma agenda forte na semana, com a divulgação de diversos índices econômicos. Por enquanto não há percepção de mudança no cenário", concluiu.

Além disso, o economista ponderou que outro fator que contribuiu para o clima de cautela foram os dados de vendas dos automóveis nos Estados Unidos no mês de fevereiro. "O desempenho da GM [General Motors] ficou abaixo do esperado pelo mercado e isso pode ter contribuído para o desânimo dos investidores na parte final da sessão de hoje", completou.

A Ford, por sua vez, apresentou aumento no número de veículos comercializados, passando para 142.285 unidades em fevereiro de 2010, com alta de 43,1% ante igual mês do ano anterior. A Chrysler registrou expansão de 0,47% nas suas vendas, com 84.449 veículos vendidos no país, ante 84.050 no mesmo mês do ano passado.

Outro dado que influenciou os negócios durante a sessão, segundo Campos Neto, foi a divulgação de bons números sobre o desemprego no Japão, que recuou para 4,9%.

(Humberto Domiciano - Agência IN)