Atividade industrial dos EUA registra 56,5 pontos em fevereiro

SÃO PAULO, 1 de março de 2010 - A atividade nas fábricas dos Estados Unidos (ISM Index, na sigla em inglês) expandiu em fevereiro pelo sétimo mês consecutivo, no entanto, registrou valor menor que o verificado no mês de janeiro.

Em fevereiro, a atividade industrial no território norte-americano recuou para 56,5 pontos, ante os 58,4 pontos em janeiro de 2010. No primeiro mês deste ano o índice apresentou o nível mais alto já registrado desde agosto de 2004 (58,5 pontos). Vale lembrar que toda marcação superior a 50 pontos indica expansão do setor.

Mesmo com a queda, o indicador aponta para crescimento na produção dos Estados Unidos e na recuperação do fôlego econômico do país. O índice mensurado aponta com bastante segurança que o setor manufatureiro e industrial está em recuperação nos Estados Unidos.

Os "Novos Pedidos" e os "Índices de Produção" também recuaram frente a alta de 60 pontos do mês de janeiro. Em fevereiro, registraram 59,5 e 58,4, respectivamente.

"Mesmo que os novos pedidos e a produção não tenham crescido fortemente como em janeiro, ele ainda apresentam crescimento na comparação mês a mês", informa a Associação dos Executivos de Compras dos Estados Unidos (Institute for Suplly Management).

No mês de fevereiro, 11 das 18 atividades mensuradas apresentaram crescimento, em detrimento das 13 verificadas no mês anterior.

(SV - Agência IN)