MMX aumenta capital da companhia para R$1,514 bilhão

SÃO PAULO, 23 de fevereiro de 2010 - A MMX Mineração e Metálicos (MMXM3) aprovou nesta terça-feira aumento do capital social da companhia, no valor mínimo de R$738.931.301,46 e, no máximo, R$ 1.218.590.317,56, mediante a emissão de, no mínimo, 101.781.171 e, no máximo, 167.849.906 novas ações ordinárias de emissão da mineradora, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Após este aumento, o capital social da empresa, atualmente de R$ 776.035.142,27, passará a ser de, no mínimo, R$1.514.966.443,73 e, no máximo, R$ 1.994.625.459,83. Segundo comunicado, o preço de emissão por ação é de R$7,26. o preço justifica-se na medida em que é condição indispensável para a concretização do investimento relevante da WISCO na companhia brasileira

O preço de emissão de R$ 7,26 - resultado da multiplicação do preço por ação de US$ 3.93 pela taxa de câmbio de fechamento de venda do dólar americano em 10 de fevereiro de 2010 - representa prêmio de 16,1% em dólar dos Estados Unidos sobre o preço da ação da companhia no fechamento do pregão do dia 22 de junho de 2009, data em que os termos financeiros da operação foram originalmente anunciados ao mercado.

A MMX informou que as novas ações emitidas farão jus, em igualdade de condições com as já existentes, a todos os benefícios, incluindo dividendos, juros sobre o capital próprio e eventuais remunerações de capital que vierem a ser declarados pela companhia após a homologação do aumento de capital pelo conselho de administração. A integralização das ações subscritas deverá ser feita à vista, em moeda corrente nacional.

(Redação - Agência IN)