Paralisada, Total diz que postos de trabalho serão mantidos

Agência AFP

AFP - O diretor geral da Total, Christophe de Margerie, afirmou nesta segunda-feira que a companhia de petróleo não pensa em suprimir postos de trabalho, no momento em que a empresa enfrenta uma greve que paralisa seis refinarias na França. As seis refinarias francesas do grupo estão paralisadas desde quinta-feira passada. "Ninguém sofrerá (as consequências) do processo de decisão" afirmou, após assegurar que o grupo petroleiro pretende proceder "da forma mais social e duradoura".

- Todos os nossos funcionários permanecerão na empresa, não haverá demissões - declarou De Margerie.

A Total, quinta maior companhia de petróleo do mundo, presente em 130 países, com 97 mil funcionários, garante o abastecimento de quase a metade dos postos de combustíveis da França.