Atividade econômica deve desacelerar no 2º semestre

SÃO PAULO, 22 de fevereiro de 2010 - A Perspectiva da Atividade Econômica registrou variação negativa de 0,2% em dezembro, seguindo o recuo de 0,1% verificado um mês antes, segundo o Indicador Serasa Experian. Com a queda de dezembro, o indicador atingiu o nível de 100,1. Em novembro, o indicador foi revisado de 100,2 para 100,3.

Dado que, pela sua metodologia de construção, o Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Atividade Econômica busca visualizar, com seis meses de antecedência, a posição cíclica da economia brasileira, o comportamento das variações mensais do indicador, ao longo dos últimos seis meses, delineou uma corcova de aceleração da atividade econômica a qual deverá prevalecer ao longo do primeiro semestre de 2010. Ou seja, neste período o hiato do produto, isto é, a diferença entre o PIB efetivo e PIB potencial deverá permanecer em território positivo.

Todavia, as variações mensais na margem, isto é, nestes últimos meses, sinalizam que este desequilíbrio entre o PIB efetivo e o PIB potencial (hiato do produto), tenderá a ser corrigido durante o segundo trimestre de 2010.

Por fim, conforme observam os economistas da Serasa Experian, o hiato do produto positivo a ser aberto no primeiro semestre de 2010 é bem menos pronunciado do que os eventos semelhantes observados em 2004 e em 2008, revelando que o eventual ciclo de aperto monetário previsto para este ano deverá ser de baixa magnitude, a menos de um descolamento mais acentuado das expectativas inflacionárias em relação à trajetória das metas para a inflação.

(Redação - Agência IN)