Microsoft reduz armazenamento de dados dos usuários

SÃO PAULO, 19 de janeiro de 2010 - A Microsoft anunciou nesta terça-feira que limitará a seis meses, ao contrário dos atuais 18, o período durante o qual manterá armazenados alguns dados privados dos usuários.

"Esta decisão é válida para o mundo todo, apesar de motivada principalmente pela insistência dos internautas europeus", explicou Brendon Lynch, especialistas em questões de dados privados.

Esta redução do período de armazenamento foi recomendada em meados de 2008 pelo chamado "comitê artigo 29", que reúne organismos europeus de proteção de dados e desde então foi feita uma campanha para conseguir esse objetivo.

O comitê também insiste na importância do anonimato total e irreversível dos dados conservados pelos motores de busca, de forma que não possam servir para identificar o internauta.

(Redação com agências internacionais - Agência IN)