Ipea constata que confiança do empresariado começa 2010 em alta

Agência Brasil

BRASÍLIA - Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aponta o crescimento das expectativas do empresário brasileiro quanto ao potencial aumento do setor produtivo do país ao longo deste ano. Denominada Sensor Econômico, a pesquisa detectar o grau de disposição dos empresários quanto à retomada de investimentos no país.

O Ipea constatou que o Sensor Econômico referente a dezembro marcou 31,5 pontos, com aumento de 2,3 pontos em relação à pesquisa do mês anterior, e concluiu que, embora a diferença tenha sido pequena, "representa significativa melhora da confiança empresarial" no crescimento econômico e na melhoria das condições sociais.

De acordo com a pesquisa, as expectativas melhoraram, principalmente quanto às contas nacionais e ao desempenho das empresas. O índice do desempenho das empresas passou de 23,6 pontos, em novembro, para 29 pontos, em dezembro. Contribuíram para isso a perspectiva de mais contratações no mercado de trabalho e a ampliação da capacidade produtiva.

No mesmo período, os índices dos parâmetros econômicos e do aspecto social apresentaram variação positiva, mas pouco significativa, enquanto os indicadores econômicos recuaram. No entanto, considerando-se a evolução do Sensor Econômico no ano de 2009, que transcorreu sob os efeitos da crise financeira mundial iniciada em setembro do ano anterior, o indicador do Ipea evoluiu consideravelmente.

Em janeiro do ano passado, a apreensão era generalizada quanto ao futuro imediato das finanças, no Brasil e no mundo o Sensor Econômico daquele mês marcou 6,8 pontos, nível mais baixo já registrado pela pesquisa mensal do Ipea. A melhora gradativa, anotada no primeiro semestre, ganhou impulso a partir de junho, e o indicador mudou da faixa de apreensão para a faixa de confiança.