Senador quer reunião para analisar gastos administrativos

SÃO PAULO, 8 de janeiro de 2010 - Assim que os trabalhos legislativos forem retomados em fevereiro, o senador Renato Casagrande (PSB-ES), presidente da Comissão de Meio Ambiente e Fiscalização e Controle, pretende convocar uma reunião do colegiado para analisar os gastos administrativos da Casa. Em seu twitter, o parlamentar disse que o objetivo é que o primeiro secretário, Heráclito Fortes (DEM-PI), e o diretor-geral do Senado, Haroldo Tajra, apresentem os gastos de 2009.

"Estamos fazendo, através da comissão, um acompanhamento constante da execução orçamentária do Senado como uma prevenção a novos escândalos", acrescentou o parlamentar.

Já na primeira semana deste ano, informações publicadas na imprensa dão conta de que o Senado teria gasto 4,4% a mais com o pagamento de horas extras a servidores em 2009, aumentando de R$ 83,9 milhões, em 2008, para R$ 87,6 milhões. Nota divulgada pela Secretaria de Comunicação Social informou que o aumento ocorreu por causa de reajuste no valor da hora extra paga, de R$ 1.324,80 para R$ 2.641,93.

(Redação - Agência IN)