Condições de crédito devem permanecer no 1º tri de 2010

SÃO PAULO, 8 de janeiro de 2010 - A maioria dos empresários brasileiros acreditam que as condições do crédito serão iguais no 1º trimestre de 2010, na comparação com as do último trimestre de 2009. Segundo pesquisa Serasa Experian de Expectativa Empresarial, para 56% dos empresários o crédito(prazos, encargos e limites) serão iguais. Para 38% serão melhores e para 6% serão piores.

Entre os setores, a Indústria é o que acredita em condições melhores de crédito, segundo 41% de seus empresários e 55% acham que serão as mesmas no início de 2010. Os Serviços têm 38% acreditando em condições mais favoráveis e 55% nas mesmas. Para o Comércio, 36% acreditam em condições melhores e 60% ficam com as mesmas condições de crédito.

Por porte, as grandes empresas são as que mais percebem as melhores condições do crédito, segundo 48% se seus empresários. Nas médias (57% de seus empresários) e nas pequenas (58%), a maioria das opiniões ainda não vê condições melhores de crédito.

Na análise regional, novamente os empresários do Nordeste se mostram divididos (48% para cada modalidade de resposta) entre melhores e iguais condições de crédito no 1º trimestre de 2010. No Norte, 42% acham que as condições vão melhorar e 51% serão as mesmas. No Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a maioria acredita que as condições de crédito não se alterarão no período.

Em relação a oferta de crédito, 58% das Instituições Financeiras em todo o Brasil acham que a oferta para as empresas crescerá no 1º trimestre de 2010 em relação ao verificado no 4º trimestre de 2009. Para 36% dos entrevistados a oferta será a mesma e para 6% cairá.

No caso dos consumidor, 80% das Instituições Financeiras acham que crescerá no 1º trimestre de 2010, na mesma base de comparação. Para 15% ficará igual e para apenas 5% cairá.

(SSB - Agência IN)