Produção industrial brasileira recua 0,2% em novembro

SÃO PAULO, 6 de janeiro de 2010 - Após ter registrado variações positivas durante 10 meses consecutivos (de janeiro a outubro), a produção industrial brasileira recuou 0,2% em novembro de 2009, na comparação com outubro, segundo informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em dados já ajustados sazonalmente.

Entretanto, na comparação com o mesmo mês de 2008, o índice apresentou alta 5,1% em novembro do ano passado, interrompendo sequência de 12 meses de resultados negativos.

De acordo com a pesquisa, dos 27 ramos pesquisados, 15 recuaram em novembro, quando comparados ao mês anterior. Vale destacar o grupo veículos automotores, que teve queda de -2,2%, após acumular expansão de 107,6% nos dez primeiros meses de 2009. Também pressionaram negativamente: Outros equipamentos de transporte (-7,2%); edição e impressão (-2,3%); máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-2,9%) e material eletrônico e equipamentos de comunicações (-2,8%).

Já entre as atividades que tiveram aumento de produção em relação a outubro, destacaram-se máquinas e equipamentos (3,9%); refino de petróleo e produção de álcool (3,5%); minerais não metálicos (3,5%); metalurgia básica (1,3%) e máquinas para escritório e equipamentos de informática (3,9%).

Os índices por categorias de uso mostraram maior dinamismo em bens de capital (6,1%) e bens intermediários (2,1%), que acumularam, respectivamente, avanços de 28,6% desde abril e de 18,2% desde janeiro de 2009. Bens de consumo duráveis (-4,8%) e bens de consumo semi e não duráveis (-0,6%) tiveram quedas, após expansões de 6,3% e 1,3% em outubro.

(Carina Urbanin - Agência IN)