Cemig aumenta participação na Light e mantém rating

SÃO PAULO, 6 de janeiro de 2010 - Mesmo após o anúncio do aumento de participação da Companhia Energética de Minas Gerais S.A. (Cemig) (CMIG3 e CMIG4) na Light S.A (LIGT3), a Standard & Poor's anunciou nesta quarta-feira a manutenção do rating da Cemig (Cemig; "BB/Estável/--" na escala global e "brAA-/Estável/--" na Escala Nacional Brasil) e às suas subsidiárias, Cemig Distribuição S.A. ("BB/Estável/--" na escala global e "brAA/Estável/--" na Escala Nacional Brasil) e Cemig Geração e Transmissão S.A. ("BB/Estável/--" na escala global e "brAA-/Estável/--" na Escala Nacional Brasil).

A empresa de energía assinou contratos com a Andrade Gutierrez Concessões S.A. (ANDG3B eANDG4B) ("brA+/Positiva/--") e o Fundo de Investimento em Participações PCP para a compra e transferência da participação direta e indireta destas instituições na Light, totalizando 26,06% das ações da Light, no montante de R$1,6 bilhão. A compra também inclui a participação de um fundo de investimento em ações, Fundo de Investimento de Participações, que, em última instância, poderia deter entre 50,01% e 80% dos 26,06% adquiridos. Atualmente, a participação direta da Cemig na Light é de 13,03%. Espera-se que o custo máximo desta compra atinja cerca de R$ 785 milhões, caso a Cemig detenha 49,99% das ações adquiridas.

Segundo a Standard & Poor's, a compra não terá efeito imediato no perfil financeiro da Cemig, principalmente em razão do tamanho gerenciável do investimento e da contribuição da Light para o desempenho consolidado da Cemig em futuro próximo. A conclusão da transação está sujeita à aprovação dos órgãos reguladores, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e de credores.

(Redação - Agência IN)