Lula deve receber proposta de atualização do Código de Mineração

Luana Lourenço, Agência Brasil

BRASÍLIA - A proposta do governo para atualização do Código de Mineração será enviada ao Congresso Nacional em dois projetos de lei: um para o código e outro específico sobre a cobrança de royalties para o setor. O ministro de Minas de Energia, Edison Lobão, disse hoje (23) que pretende enviar os textos para avaliação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na primeira quinzena de janeiro.

O novo código vai substituir a legislação atual, elaborada em 1967, e considerada ultrapassada pelo governo e representantes da iniciativa privada.

Lobão disse que a pasta está concluindo entendimentos com o Ministério da Fazenda para chegar a uma definição sobre a cobrança dos royalties. Segundo o ministro, a ideia é conectar os royalties aos demais tributos para não onerar as empresas e garantir competitividade ao setor.

Temos que fazer uma avaliação dos tributos que são cobrados desse setor para depois decidirmos sobre os royalties, porque pode haver o caso em que o royalty é baixo, porém podemos ter paralelamente impostos que outros países não pagam.

Atualmente as empresas de mineração que atuam no Brasil repassam 2% da receita bruta em royalties, percentual considerado muito baixo pelo ministro. Outros países chegam a cobrar 8% ou 10% , comparou.

O ministro participou hoje da cerimônia de posse do novo diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Julião Coelho, e da recondução do diretor Edvaldo Santana, que ficará por mais quatro anos na agência.