Bolsas europeias fecham em terreno positivo

SÃO PAULO, 23 de dezembro de 2009 - Mesmo com indicadores econômicos norte-americanos decepcionando os investidores, os principais índices acionários da Europa se mantiveram em terreno positivo. O FTSE-100, de Londres, avançou 0,82%, aos 5.372 pontos; o DAX, de Frankfurt, subiu 0,20%, aos 5.957 pontos; e o CAC-40, de Paris, ganhou 0,33%, aos 3.910 pontos.

Nos Estados Unidos, as vendas de imóveis novos recuaram (-11,3%) inesperadamente em novembro deste ano, quando comparado com o mês anterior. As expectativas do mercado apontavam para uma expansão de 2,2%.

No mesmo sentido, a confiança do consumidor norte-americano teve desempenho abaixo do esperado, ao marcar 72,5 pontos em dezembro deste ano. A projeção dos analistas era de 74 pontos.

Os agentes financeiros também acompanharam a minuta do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). Segundo o documento, a economia do Reino Unido vai se recuperar antes do esperado e isso deve sustentar o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no médio prazo.

Por sua vez, a Associação dos Bancos Britânicos (BBA, na sigla em inglês) informou hoje que a quantidade de hipotecas aprovadas no Reino Unido foi de 44.713 em novembro deste ano, contra 42.552 apurado no mês anterior.

No âmbito corporativo, a gigante farmacêutica suíça Novartis adquiriu nesta quarta-feira a biofarmacêutica Corthera por US$ 120 milhões. Após a conclusão da negociação, a empresa terá exclusividade sobre a produção, distribuição e comercialização do Relaxin, vasodilatador indicado para insuficientes cardíacos.

(Redação - Agência IN)