Custo de vida da classe média paulistana sobe em novembro

SÃO PAULO, 22 de dezembro de 2009 - O Índice do Custo de Vida da Classe Média (ICVM), elaborado pela Fecomercio em parceria pela Ordem dos Economistas do Brasil (OEB), indicou variação de 0,34% no mês de novembro, maior que a variação de outubro, que foi de 0,27%. No acumulado dos últimos 12 meses, o indicador está em 4,03%. E neste ano, até novembro, o índice acumula elevação de 3,76%.

O ICVM, que avalia a renda entre 5 e 15 salários mínimos, analisa sete grupos: habitação (peso de 32,4%), transportes (peso de 18,2%), alimentação (17,8%), despesas pessoais (peso de 12,2%), saúde (peso de 8%), educação (peso de 6%) e vestuário (peso de 5,4%).

A maior variação do indicador, em novembro, foi puxada pelo grupo alimentação. Após dois meses em queda (-0,41 em setembro) e (-0,50% em outubro), o grupo subiu 0,48% no mês passado, influenciado pelos aumentos de preços ocorridos em itens importantes do subgrupo hortifrutigranjeiros, que obteve acréscimo de 2,59% em novembro.

Os itens que contribuíram para o aumento deste subgrupo foram: batata (18,36%), cebola (6,73%), uva (9,53%), laranja (5,77%) e mamão (8,47%). No sentido contrário, houve redução de preços dos legumes (-2,76) e das verduras (-1,78%).

O subgrupo semielaborados teve recuo de 1% em novembro, devido à redução dos preços do leite longa vida (-5,44%), feijão (-2,58%), arroz (-1,19%) e frango (-0,72%). Segundo o economista da Fecomercio, Gilson Garófalo, a queda dos preços desses itens está relacionada a sua maior produção e oferta. A estabilidade dos preços predominou para o subgrupo industrializados, que teve variação de 0,04% em novembro. O destaque foi a menor variação do açúcar, com elevação de 3,91% contra 7,84% em outubro, e 59,29% no acumulado de onze meses deste ano.

Os preços de alimentação e bebidas consumidas fora de moradia continuaram subindo acima da taxa do grupo alimentação, finalizando novembro com 0,85%. Este setor já agrega 6,96% nos onze meses de 2009 ante 3,52% dos alimentos em geral, no mesmo período.

(Redação - Agência IN)