Classe DE puxa crescimento do volume de consumo de bens não duráveis

JB Online

RIO DE JANEIRO - O consumo de bens não duráveis cresceu 9,7% em volume médio no terceiro trimestre de 2009 no comparativo com igual período de 2008. A classe DE foi a campeã de consumo, com expansão de 16,8%. A classe C registrou um aumento de 7,7% no volume médio de compras, enquanto AB aumentou o consumo em 5,2%, de acordo com estudo da LatinPanel, empresa de pesquisa de consumo domiciliar da América Latina, que capta semanalmente os dados de consumo em 8,2 mil domicílios brasileiros.

O Gasto Médio pelas famílias com as cestas de alimentos, bebidas, higiene pessoal e produtos de limpeza cresceu 10,7% no terceiro trimestre de 2009, ante o mesmo período de 2008. A classe DE puxou a expansão, com 14,3% de aumento de gastos. O segundo maior crescimento se deu na classe AB (9%). Seguida pela classe C (8,4%).

A categoria de alimentos, com um aumento em volume médio de 13,8% no terceiro trimestre de 2009, ante o mesmo período de 2008, foi a principal responsável pelo crescimento do consumo de bens não duráveis. Limpeza ficou logo em seguida, com ascensão de 9,2%, e bebidas em terceiro, com 6,2%. A cesta de higiene e beleza cresce porém em menor patamar, com 3,1%.

Segundo Christine Pereira, diretora comercial da LatinPanel, a queda dos preços foi o fator principal que contribuiu para o aumento do consumo de bens não duráveis no país neste período.

- No ano passado, o brasileiro diminuiu o ritmo das compras por conta da inflação. Agora, isso não ocorreu e, por conseqüência, os gastos dos domicílios cresceram - disse.

As categorias que mais se destacaram em aumento de volume médio no terceiro trimestre de 2009 foram Pães (36%), Iogurte (10%), Desodorante, Água Sanitária e Leite Fermentado (8%), margarina, biscoito, salgadinhos e Detergente em Pó (7%). Apenas 3 categorias caíram em volume e volume médio, impactadas principalmente pelo aumento do preço, são elas: manteiga, polpa+purê e absorvente higiênico.

O número de categorias presentes no carrinho de compras dos brasileiros também cresceu, saltando de 17 itens no terceiro trimestre de 2008 para 22 no mesmo período deste ano. Destaque para a classe C, que saltou de 19 para 23, incluindo Iogurte, Cleaners, Salgadinhos e Massa Instantânea em seu dia-a-dia de consumo, e para a população de baixa renda (DE), que saltou de 15 produtos para 18, incluindo em sua cesta água sanitária, detergente líquido e massa instantânea. As classes AB permaneceram estáveis.