Evento da Michellin no Rio discute os combustíveis menos poluentes

Antonio Puga, Jornal do Brasil

RIO - O Brasil será o primeiro país da da América Latina a abrigar um dos maiores eventos sobre o futuro do trânsito urbano e meios de reduzir a emissão de Co2: o Michellin Challenge Bibedum, de 30 maio a 2 de junho do próximo ano, no Riocentro. Uma prévia deste encontro acontece quarta e quinta-feira no centro de convenções do Sofitel, na Zona Sul, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que fará a abertura da convenção Mobilidade Sustentável na Renovação Urbana, que terá palestras com o ministro das Cidades, Márcio Fortes, e do Meio Ambiente, Carlos Minc.

Segundo o vice-presidente corporativo de Desenvolvimento Sustentável do grupo, Patrick Oliva, a convenção é uma grande oportunidade para se discutir questões importantes que afetam não só o Brasil, mas todos os países do mundo, como a mobilidade e o desafio de planejar a locomoção de mais de dois bilhões de veículos em 2030.

A questão do transporte afeta a todos. Por isso, é preciso discutir novos modelos de infraestrutura e transportes públicos explica.

Para o executivo, o mundo vem discutindo não só o problema da mobilidade, mas também alternativas de combustíveis menos poluentes. E destacou o papel do Brasil, no uso do álcool e do biodiesel. No entanto, Oliva defendeu que cada país deve adotar modelos adequados às suas necessidades.

Os veículos de amanhã poderão dar informações sobre trânsito e até sugerir trajetos.