Aplicações em poupança passam de R$ 300 milhões em outubro

SÃO PAULO, 6 de novembro de 2009 - O total de recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), que destina recursos ao setor imobiliário e da poupança rural, superou a marca de R$ 300 milhões em outubro pela primeira vez desde o início da série história, em 1995, de acordo com dados do Banco Central (BC). O estoque de dinheiro neste tipo de investimento atingiu R$ 302,451 milhões no fim do mês passado.

Em outubro, a captação líquida ficou positiva em R$ 1,042 bilhão, resultado de R$ 82,753 bilhões em depósitos, menos saques de R$ 81,710 bilhões. Foi o menor saldo registrado desde abril, porém, positivo pelo sexto mês consecutivo.

O resultado de outubro ficou bem abaixo do registrado em setembro (R$ 3,51 bilhões), mas superou o desempenho do décimo mês de 2008, quando no auge da crise financeira, os saques nas cadernetas de poupança chegaram a R$ 284,1 milhões.

Os depósitos em poupança são atualizados pela Taxa Referencial (TR), acrescidos de juros de 0,5% ao mês. A taxa usada é a do dia do depósito e o banco não pode cobrar pela manutenção da conta de poupança. Os valores depositados e mantidos por menos de um mês não são remunerados.

Segundo especialistas, a retomada dos investimentos na caderneta de poupança acompanha a recuperação do emprego e da economia brasileira nos últimos meses.

(Simone e Silva Bernardino - Agência IN)