Rede Energia investe na solução Autodesk Topobase

SÃO PAULO, 4 de novembro de 2009 - A Autodesk, líder mundial em software 2D e 3D para os segmentos de design, engenharia e entretenimento, anuncia que a Rede Energia - um dos maiores grupos empresariais privados do setor energético brasileiro - está investindo na adoção do software Autodesk® TopobaseT, solução para gestão técnica de infraestrutura. A aquisição veio auxiliar a Rede Energia no desafio de preparar oito de suas distribuidoras para a implantação do Manual de Controle Patrimonial do Setor Elétrico, norma estabelecida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em junho deste ano para o setor.

O projeto, que está sendo conduzido pela Elucid - empresa de consultoria e parceira Autodesk, inclui a atualização do cadastro técnico das empresas do grupo e o levantamento em campo dos ativos da companhia para posterior atualização no sistema de gestão técnica, desenvolvido pela Elucid.

A Rede Energia serve atualmente um terço do território brasileiro por meio de suas distribuidoras nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte, atendendo mais de 16 milhões de pessoas em todo País, e é pioneira na utilização do Topobase no setor elétrico brasileiro. "O uso do Topobase dará mais agilidade e assertividade ao trabalho em campo. A ferramenta foi desenvolvida para simular o caminho da rede elétrica por não apresentar uma plataforma gráfica estática. Os profissionais de campo coletam as informações e alimentam o banco de dados do Topobase, que traça todo o mapa da rede", destaca o diretor de tecnologia da Rede Energia, Antonio Vanderlei Soares.

A tecnologia também será empregada para que a empresa possa confrontar as posições georreferenciadas de toda sua rede, incluindo postes e transformadores. Isso significa que os trabalhadores em campo - uma equipe de cerca de 400 pessoas - utilizará tecnologia de ponta, como coletores com GPS, para verificar se os itens presentes no cadastro atualmente correspondem à realidade.

Hoje existem 4 milhões de postes cadastrados entre os ativos da Rede Energia, o que demonstra a complexidade do levantamento. Estes dados são exportados para o software Autodesk Topobase e, posteriormente, migrados para o sistema de gestão técnica

(Redação - Agência IN)