Magna aceita decisão da GM de cancelar venda de Opel

Portal Terra

PORTAL TERRA - Magna Internacional, a empresa austro-canadense que compraria da General Motors (GM) uma participação majoritária da Opel, disse nessa terça-feira "compreender" a decisão do fabricante de não desprender-se de sua filial europeia.

Em comunicado, o executivo-chefe da Magna, Siegfried Wolf, disse que a empresa "entende o fato de que GM tenha concluído que é melhor para seus próprios interesses reter a Opel, uma peça fundamental na organização mundial da General Motors".

"Seguiremos apoiando a Opel e a General Motors nos desafios que têm perante si e queremos agradecer a todos pelo apoio que deram à reestruturação da Opel, por seus esforços incansáveis e sua dedicação nos últimos meses".

O diretor quis agradecer especialmente a seu parceiro na compra da Opel, o banco russo Sberbank. O conselho de administração da GM anunciou hoje em Detroit que estava desistindo de vender a Opel e sua disposição a elaborar sua própria alternativa de reestruturação, com um custo de 3 bilhões de euros.

Mesmo com a GM tendo aprovado a operação de venda em setembro, altos funcionários da União Europeia evidenciaram suas preocupações pelo papel que ia jogar o Governo alemão na operação.