Inflação em SP supera previsões

REUTERS

SÃO PAULO - A inflação ao consumidor em São Paulo acelerou mais que o esperado em outubro, devido a um aumento de tarifas e de combustíveis e a uma menor queda dos preços de alimentos.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,25% em outubro, ante alta de 0,16% em setembro, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta quarta-feira.

Analistas previam uma taxa de 0,19%, segundo a mediana de 17 respostas que variaram de 0,15% a 0,25%.

Os preços do grupo Habitação, que incluem as tarifas de telefonia e de água e esgoto reajustadas recentemente, subiram 0,53% no mês passado, ante alta anterior de 0,47%.

Os de Transportes, que englobam os combustíveis, aumentaram 0,83%, contra elevação de 0,25% em setembro.

Os custos de Alimentação seguiram em queda, mas em ritmo menor, de 0,45% em outubro ante 0,63% em setembro.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.