Dólar segue tendência natural e recua quase 1%

SÃO PAULO, 4 de novembro de 2009 - O dólar segue sua tendência natural e recua quase 1%, a R$ 1,728 no fim da primeira etapa. A agenda norte-americana ganha destaque nesta quarta-feira no cenário macroeconômico, em meio à importantes divulgações, entre elas, a decisão sobre taxa de juros e a pesquisa ADP Employment.

Para o encontro, o consenso aponta para manutenção da taxa na banda entre 0% e 0,25%. No entanto, as atenções se voltam para qualquer indicativa de uma estratégia de saída para o socorro dado pelo Fed ao sistema financeiro.

Entre os outros indicadores, o mercado espera que o desempenho continue negativo, porém, com menor intensidade, tendo em vista melhora dos indicadores de atividade. Pela manhã, foi divulgado que o setor privado dos Estados Unidos fechou 203 mil postos de trabalho em outubro quando comparado com o mês anterior. Os números de setembro foram revisados em 27 mil vagas fechadas, passando para 227 mil.

Para o operador de câmbio da corretora Finabank, Ovídio Soares, salvo alguns momentos de alta, o dólar continua com tendência de baixa, influenciado pelos sólidos fundamentos da economia local e a recuperação do País neste período pós-crise - forte atrativo para o capital externo.

(Simone e Silva Bernardino - Agência IN)