Vale vende US$1 bi em bônus de 30 anos no mercado global

REUTERS

RIO DE JANEIRO - A Vale anunciou nesta terça-feira que vendeu 1 bilhão de dólares em bônus no mercado global de capitais com vencimento de 30 anos, através de sua subsidiária integral Vale Overseas Limited (Vale Overseas), disseram à Reuters fontes com conhecimento direto do negócio. A Vale vendeu os papéis ao preço de 98,564 por cento do valor de face, com rendimento de 6,99 por cento, ou 265 pontos-básicos sobre os Treasuries comparáveis, disseram as fontes, acrescentando que a demanda chegou perto de 3 bilhões de dólares.

O anúncio da Vale acontece dias após a emissão de 4 bilhões de dólares em bônus pela Petrobras, com vencimentos em 2020 e 2040.

O objetivo da emissão, segundo comunicado da mineradora, "é utilizar os recursos líquidos dessa oferta para propósitos corporativos em geral". A assessoria da empresa não soube informar mais detalhes.

"Os bônus serão obrigações não garantidas da Vale Overseas e contarão com a garantia completa e incondicional da Vale. A garantia será 'pari passu' a todas as obrigações da Vale de natureza semelhante", disse a empresa em nota.

Os líderes da operação são Deutsche Bank, HSBC e J.P. Morgan Chase, informou a companhia.

Em setembro deste ano, a empresa emitiu 1 bilhão de dólares em bônus globais de 10 anos, ao preço de 99,232 por cento de seu valor de face, com rendimento de 5,727 por cento, ou 225 pontos básicos acima dos Treasuries norte-americanos. Na época, a demanda chegou a 5 bilhões de dólares.

A mineradora planeja investir 12,9 bilhões de dólares no ano que vem e anunciou a construção de quatro siderúrgicas no país após pressão do governo, que detém participação na companhia, maior produtora de minério de ferro do mundo.