Mauá e Sekular anunciam fusão na MSK Participações

REUTERS

SÃO PAULO - A Mauá Investimentos e a Sekular Investimentos anunciaram nesta segunda-feira que decidiram integrar suas atividades para formar a Mauá Sekular Participações (MSK).

O grupo atuará em três áreas: gestão de fundos, gestão de patrimônio e gestão de fundos de crédito.

A primeira será chefiada por Luiz Fernando Figueiredo, sócio criador da Mauá, em 2005, e ex-diretor de política monetária do Banco Central.

O segmento de gestão de patrimônio ficará a cargo de João Cesar Tourinho, que foi vice-presidente de tesouraria no Banco Safra. João Carlos Chede, também ex-Safra, será o responsável pela gestão de fundos de crédito.

A MSK terá sua sede em São Paulo, com uma equipe de 40 profissionais, sendo 20 sócios. A companhia nasce com ativos sob administração da ordem de 1 bilhão de reais e uma carteira de cerca de 500 clientes, segundo comunicado enviado pela companhia.