Brasil virará um canteiro de obras nos próximos cinco anos

SÃO PAULO, 26 de outubro de 2009 - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Miguel Jorge, afirmou hoje que o Brasil se tornará um grande campo de obras nos próximos cinco anos graças ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e graças aos eventos internacionais que o País sediará.

No próximo ano, o governo investirá em muitas obras de infraestrutura, afirmou o ministro, durante visita à Feira Internacional da Indústria dos Transportes (Fenatran,) em São Paulo. "O Brasil virará um canteiro de obras nos próximos cinco anos - temos muito o que fazer para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016", ressaltou Miguel Jorge.

Segundo ele, o País ficou muito tempo sem investir em obras de infraestrutura. "Tinhamos desaprendido a planejar, e o PAC trouxe um novo patamar para o setor de infraestrutura."

O ministro informou que a licitação do trem bala, que ligará a cidade de Campinas (SP), ao Rio de Janeiro, deve sair até o final do ano e que a obra deve custar aproximadamente US$ 15 bilhões.

Para ele, o país deve investir em inspeções veiculares mais rígidas para impedir que veículos de grande, pequeno e médio portes circulem sem condições pelas ruas e estradas.

"Estamos tentando, há anos, renovar a frota. Acho impossível que um país pague algo como R$ 1 mil para comprar um carro usado e ganhar apenas R$ 800 com sucata. Deveríamos investir em inspeções veiculares mais rígidas e ainda aumentar os impostos de veículos mais antigos. Todos os países usam este método", disse o ministro, acrescentando que os bancos públicos têm dinheiro do fundo garantidor para financiar esta nova frota. As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Agência IN)