Mantega: resultados de IOF no câmbio "não virão em 24 horas"

REUTERS

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reiterou nesta terça-feira que a incidência do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) no capital estrangeiro não tem fins arrecadatórios, e disse que os efeitos da medida serão melhor sentidos no longo prazo.

- Nosso objetivo é equilibrar a entrada de capitais externos na economia brasileira - disse Mantega a jornalistas após reunião no conselho da Petrobras. - Nosso propósito com o IOF não é arrecadatório.

Segundo Mantega, o efeito do imposto será sentido no longo prazo.

- Os resultados não virão em 24 horas.

Ele não espera, porém, que a adoção do IOF provoque uma forte alta do dólar ante o real.

- Não acredito que vamos evitar que o real fique valorizado. O Brasil é uma economia forte e tem uma moeda forte.