Lula diz que investimentos anunciados deixam Brasil bem na fita

Bruno Bocchini, Agência Brasil

SÃO PAULO - Em evento realizado na noite desta segunda-feira com empresários em São Paulo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou os investimentos anunciados pelas empresas Vale, Petrobrás e Odebrecht. Em tom de otimismo, Lula disse que o país poderá figurar como uma das quatro maiores economias do mundo em breve.

- Vocês viram a quantidade de investimento que o Roger [Agnelli, presidente da Vale] anunciou hoje? A quantidade da Petrobras? Se isso não for só no papel, nós estamos bem na fita - disse Lula em discurso aos empresários no fim da noite.

O presidente da Vale anunciou nesta segunda-feira, após encontro com Lula, um plano de investimentos de US$ 12,9 bilhões para 2010. Segundo a empresa, 51% desse montante serão destinados à exploração de minério de ferro e à expansão da capacidade logística. A América do Sul e a África concentrarão 80% desses recursos. A Odebrecht se reuniu com o presidente Lula e também mostrou os planos de investimento. O programa de investimentos da Petrobrás de 2009 a 2013 é estimado em US$ 174,4 bilhões.

- Eu recebi a Odebrecht, que anunciou tanto investimento que, se for isso, vai construir mais umas dez Brasílias - disse Lula, em tom de brincadeira. O Roger [da Vale] vai gastar o que a Vale nunca ganhou. E vocês viram como o [Sergio] Gabrielli [presidente da Petrobras] tem facilidade em falar em bilhões de dólares? - completou.

O presidente mostrou otimismo em analisar a resposta da economia brasileira à crise internacional. De acordo com Lula, o país poderá estar entre as quatro maiores economias do mundo em breve.

- Eu penso que, se nós aprendermos essa lição que a crise nos trouxe, a gente tem a possibilidade concreta de, quem sabe, ir para o quinto [lugar da economia mundial] ou quarto. E com o pré-sal, até mais, mas não temos pretensões imediatas de ser o primeiro ou o segundo, mas temos condições de estarmos entre as quatro economias do mundo - disse.