Petrobras extrai 2 milhões de barris

Jornal do Brasil

SANTOS - A produção de petróleo da Petrobras no mercado interno subiu 1,2 % em setembro, diante agosto, para 2,004 milhões de barris diários, e ultrapassando pela primeira vez a marca dos 2 milhões.

Mesmo assim, a empresa dificilmente atingirá a meta de uma média de 2,050 milhões de bpd no ano estabelecida no seu plano estratégico 2009-2013, na avaliação do analista do BB Investimentos Nelson Matos.

A empresa tem uma curva de produção crescente, mas vai ser difícil ficar até mesmo no piso da meta estima Matos.

Meta

A empresa criou uma banda para a meta anual de produção média deste ano, que varia de 2 milhões a 2,050 milhões de barris diários.

Matos avaliou que para chegar ao piso da meta, a empresa terá que conseguir no mínimo 2,100 milhões de bpd em cada um dos próximos três meses do ano, o que, no seu entender, não é fácil:

Existem vários fatores que influenciam, vai ser bem puxado disse o analista .

O aumento de produção em setembro foi de 24 mil barris diários e se deveu a vários fatores, como o retorno do teste de longa duração do bloco de Tupi, no pré-sal da Bacia de Santos, interrompido por problemas técnicos; ao retorno das operações da plataforma P-19, no campo de Marlim, na bacia de Campos, após parada programada realizada em agosto; e à entrada de um poço na plataforma no campo de Piranema, em Sergipe.

Além disso, a empresa teve aumento de produção de poços interligados às plataformas P-48, no campo de Caratinga, e da P-51, em Marlim Sul, ambos da bacia de Campos, informou comunicado distribuído segunda-feira pela Petrobras.

A produção média de gás natural excluindo o volume liquefeito extraído no mês de setembro de 2009 foi de 51,4 milhões de metros cúbicos diários, cerca de 1,1 milhão de metros cúbicos acima do realizado no mês de agosto. Isso se deveu basicamente a flutuações de demanda, informou a companhia.

Somando toda a produção em setembro petróleo e gás natural dentro e fora do país a estatal totalizou 2,572 milhões de barris de óleo equivalente, 1,6% a mais do que no mês anterior.