Maioria das bolsas asiáticas sobe; Tóquio e Sydney recuam

REUTERS

HONG KONG - A maioria das bolsas de valores da Ásia fechou em alta nesta segunda-feira, reagindo a motivos locais e com um otimismo em relação a notícias corporativas. Às 8h (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne as principais bolsas da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,42%, para 411 pontos. Até agora neste ano, o MSCI acumula alta de 65%.

Exportadores do setor tecnologia na Coreia do Sul, como a Samsung Electronics, registraram ganhos em meio à fraqueza do won. O indicador Kospi, de Seul, avançou 0,53%.

O mercado de Xangai teve ganho de 2,07%, para 3.038 pontos, alcançando o nível mais alto em um mês e rompendo a barreira psicológica de 3 mil pontos em meio a expectativas de uma sólida temporada de resultados e dados econômicos a serem divulgados nesta semana. O movimento foi puxado por ações ligadas a metais e ao segmento imobiliário.

A bolsa de Taiwan avançou pela quarta sessão consecutiva, com alta de 0,47%, com um balanço trimestral positivo da IBM e a proximidade do lançamento do Windows 7, da Microsoft elevando as ações de fabricantes de computadores, como as da Acer.

Cingapura subiu 0,13% e Hong Kong se valorizou 1,23%. Na contramão, o índice Nikkei, de Tóquio, recuou 0,21%, para 10.236 pontos, com exportadores como a Kyocera em baixa após resultados corporativos decepcionantes nos Estados Unidos, como o da General Electric, incentivarem alguns investidores a realizar lucros.

Contudo, as ações da Japan Airlines Corp saltaram 11,9% após perderem 26% do seu valor na semana passada.

- Em geral, os mercados acionários globais estão se saindo bem e o recuo do iene frente ao dólar em comparação aos níveis da semana passada está contribuindo para um bom ambiente para o Nikkei - ressaltou Noritsugu Hirakawa, estrategista da Okasan Securities.

Sydney cedeu 0,9%, conforme investidores realizaram lucros nos principais bancos depois de um rali acentuado.