Valor da produção agrícola cresce 27% em 2008 no Brasil

Portal Terra

RIO DE JANEIRO - O valor da produção da agricultura no Brasil cresceu 27,3%, em 2008 frente a 2007, impulsionado, principalmente, pelo aumento dos preços da soja, milho, feijão e arroz, bem como pelo crescimento da produção de cana-de-açúcar, café e trigo. Em valores correntes, a produção alcançou R$ 148,4 bilhões, um acréscimo de R$ 31,4 bilhões. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2008, a soja foi responsável por 26,1% do valor da produção agrícola brasileira, seguida pelo milho (14%) e cana-de-açúcar (13,9%).

De acordo com o IBGE, a produção de soja teve grande representatividade no valor da produção agrícola devido aos bons preços alcançados pelo produto no mercado internacional, reflexo do aumento do consumo, da política adotada por alguns países exportadores, que aumentaram as tarifas de exportação e da redução da área plantada de soja nos Estados Unidos, que destinou uma maior parte de suas terras para a produção de milho.

Já o milho obteve boa produção e bons preços, o que consequentemente aumentou o seu valor de produção. O crescimento do produto dentro do valor gerado pela agricultura brasileira nos últimos dois anos deveu-se ao aumento da demanda no mercado internacional, já que os Estados Unidos, maior produtor e exportador mundial do grão, destinou boa parte de sua produção para fabricação de etanol, o que elevou o preço do milho no mercado.

A cana-de-açúcar, que teve uma expansão de 1,1 milhão de hectares (15,9%), foi a cultura que mais cresceu em valores absolutos em 2008, segundo o IBGE. Este crescimento é fruto de uma série de novos investimentos que começam a ser realizados no País, nos últimos cinco anos, com o objetivo de abastecer o mercado nacional e internacional com etanol.