Sony Ericsson reduz prejuízo no 3o tri após corte de custos

REUTERS

ESTOCOLMO - A fabricante de telefones celulares Sony Ericsson divulgou nesta sexta-feira um prejuízo antes de tributos menor do que o esperado no terceiro trimestre, com a ajuda de grandes cortes de custos. A empresa, porém, espera que o mercado continue difícil no resto do ano.

A Sony Ericsson espera que o mercado global de aparelhos móveis tenha contração de cerca de 10% até o fim de 2009. A previsão é mais pessimista que a feita pela líder do mercado, Nokia, que espera uma contração de 7%.

A Sony Ericsson, de propriedade da sueca Ericsson e da japonesa Sony, divulgou um prejuízo trimestral antes de impostos de 199 milhões de euros (297 milhões de dólares), após perda de 283 milhões de euros no segundo trimestre.

A média das previsões em uma pesquisa da Reuters com 16 analistas era de prejuízo de 274 milhões de euros.

- A redução do prejuízo ocorreu devido a uma margem bruta melhor e à diminuição das despesas operacionais - disse a Sony Ericsson em comunicado.

A Sony Ericsson está conduzindo um processo para cortar 880 milhões de euros em custos, com efeito total no fim de 2010.

A margem bruta da companhia foi de 16%, ante previsão de 13,9% e resultado de 12% no segundo trimestre.

O anúncio ajudava a sustentar as ações da matriz Ericsson na bolsa de Estocolmo. Às 09h01 (horário de Brasília), os papéis subiam 1,97%.