Eike diz que desiste "no momento" de comprar ações da Vale

Portal Terra

SÃO PAULO - O empresário Eike Batista disse que "no momento" desistiu de comprar ações da Vale, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, desta sexta-feira. Ele já havia declarado que tinha interesse em comprar um lote excedente de ações do fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, o Previ, mas teria adiado a decisão em virtude das repercussões negativas geradas por entrevistas cedias á imprensa.

O empresário mais rico do Brasil disse que seus comentários foram de cunho profissional, sem nenhuma conotação política.

- Não sou um político, mas um empresário interessado na excelência. Jamais discuti o futuro da Vale ou a performance de sua administração - disse ele na entrevista publicada nesta sexta-feira pelo jornal.

Nas declarações feitas em por Eike neste fim de semana, o empresário criticou a gestão do atual presidente da Vale, Roger Agnelli, e sugeriu que o presidente do Previ, Sergio Barbosa, poderia assumir o cargo.

O empresário disse que citou o nome de Barbosa no contexto de uma pergunta sobre a hipótese dividir o controle da Vale.

- Respondi que não via maiores problemas em sentar no conselho, opinar sobre as diretrizes da empresa e ter um Sérgio Rosa, por exemplo, como presidente - disse ele à publicação.

Segundo informa a Folha, Eike reiterou as criticas feitas pelo governo à gestão da Vale. O Previ é citado pelo jornal como muito próximo do governo petista.