Sabesp receberá empréstimo de US$ 600 milhões do BID

SÃO PAULO, 15 de outubro de 2009 - A Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo (Sabesp) receberá um empréstimo de US$ 600 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para expandir a coleta e tratamento de esgotos que são despejados no rio Tietê em São Paulo.

O BID está ajudando o governo do Estado em seu plano de estender a coleta e tratamento de esgotos para toda a população servida pela Sabesp até 2023, disse Fernando Bretas, líder de equipe do projeto. O custo total para alcançar esse objetivo é estimado em R$ 4,7 bilhões, ou cerca de US$ 2,6 bilhões.

O empréstimo financiará obras públicas para conectar 200 mil residências ao sistema de esgotos, o que beneficiará 800 mil pessoas na cidade. Além disso, o financiamento do BID apoiará a construção de coletores-tronco e interceptores e a modernização e construção de várias estações de tratamento de esgotos.

"O BID vem apoiando há muito tempo os esforços de São Paulo para oferecer água potável e saneamento básico a toda a sua população e, em consequência, contribuindo para a limpeza do rio Tietê, que desempenha um papel fundamental no ambiente e na imagem pública da cidade", disse Bretas. "Este empréstimo representa uma contribuição importante ao esforço do Estado para recuperar a qualidade das águas do rio Tietê."

Depois que as obras estiverem concluídas, 84% dos esgotos coletados serão tratados, em comparação com 66% hoje, reduzindo a carga orgânica que chega ao rio.

O empréstimo do BID, que terá prazo de 25 anos, se dá em dólares americanos, com taxa de juros baseada na London Interbank Offered Rate (Libor). O empréstimo terá um período de carência e de desembolsos de seis anos.

(Redação - Agência IN)