Prejuízo da Nokia afeta desempenho na Europa

SÃO PAULO, 15 de outubro de 2009 - As bolsas europeias encerraram a quinta-feira sem tendência definida, com os investidores cautelosos após a divulgação de alguns balanços corporativos. O FTSE-100, de Londres, caiu 0,63%, aos 5.222 pontos; o DAX, de Frankfurt, perdeu 0,40%, aos 5.830 pontos; e o CAC-40, de Paris, subiu 0,03%, para 3.883 pontos. As bolsas de Madri, Milão e Lisboa declinaram 0,18%, 0,03%, 0,40% respectivamente.

A maior fabricante mundial de celulares Nokia registrou um prejuízo surpreendente, de ? 559 milhões no terceiro trimestre deste ano, ante um lucro líquido de ? 1,09 bilhão, o que pressionou os índices europeus

Por sua vez, os resultados dos bancos norte-americanos Goldman Sachs (US$ 3,19 bilhões) e Citigroup (US$ 101 milhões) não influenciaram significantemente o movimento, uma vez que foram ofuscados pelo lucro do JPMorgan (US$ 3,59 bilhões) divulgado ontem (14).

Os agentes financeiros acompanharam ainda que o Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) nos 16 países que compõem a zona do euro recuou 0,3% em setembro deste ano, na comparação anual. Já os 27 países que compõem a União Europeia registraram inflação de 0,3% em setembro deste ano, na comparação anual.

(Micheli Rueda - Agência IN)