Em 2008, cresce contribuição por conta própria

SÃO PAULO, 15 de outubro de 2009 - Estudo da Secretaria de Políticas de Previdência Social sobre a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio 2008 (PNAD/IBGE), aponta que 790 mil cidadãos em idade economicamente ativa (PEA), na faixa etária entre 16 e 59 anos, passaram a contribuir para a Previdência Social. Em 2007, essas pessoas que não tinham proteção social - mesmo em condições de arcar com as contribuições previdenciárias - somavam 15,703 milhões, enquanto no ano passado o total chegou a 14,913 milhões.

Para o secretário de Políticas de Previdência Social, Helmut Schwarzer, os dados são significativos e confirmam os resultados positivos de políticas de incentivo à contribuição previdenciária, adotadas pelo ministério nos últimos anos, como o Simples Nacional.

Outra boa notícia da comparação entre as PNAD 2008 e 2007 é que esta redução quantitativa dos desprotegidos ocorreu simultaneamente ao crescimento da população ocupada, de 82,47 para 83,97 milhões de pessoas. Ou seja, trata-se de um indício de que o mercado de trabalho formal cresceu o suficiente para absorver os novos integrantes e, adicionalmente, reduzir a exclusão.

(Redação - Agência IN)