Após operar instável, Wall Street encerra com ganhos

SÃO PAULO, 15 de outubro de 2009 - Os principais índices acionários dos Estados Unidos encerraram a quinta-feira em alta, após flutuarem bastante durante a sessão. As bolsas repercutiram os balanços do setor bancário e indicadores econômicos. Além disso, apesar de manter certa cautela nos negócios, os investidores acreditam na probabilidade de uma virada econômica diante dos recentes resultados corporativos.

O Dow Jones subiu 0,47%, para os 10.062 pontos; o Nasdaq ganhou 0,05% para os 2.173 pontos; e o S&P 500 avançou 0,42%, para os 1.096 pontos.

Os agentes financeiros voltaram as atenções hoje para o balanço de duas instituições financeiras de peso. O Goldman Sachs reportou lucro líquido de US$ 3,19 bilhões no terceiro trimestre deste ano, bem superior ao registrado no mesmo período de 2008, quando os ganhos foram de US$ 845 milhões. Já o Citigroup registrou lucro líquido de US$ 101 milhões no período, contra perda de US$ 2,8 bilhões um ano antes.

No âmbito econômico, foi revelado que o número de novos pedidos de auxílio-desemprego recuaram em 10 mil na semana encerrada dia 10 de outubro, para 514 mil no período. Enquanto que o Índice de Preços ao Consumidor (CPI) avançou 0,2% em setembro de 2009, ante o mês anterior.

Por sua vez, o escritório regional do Federal Reserve de Nova York mostrou que o NY Empire State Index subiu 16 pontos, para 34,6 pontos em outubro, atingindo o maior patamar em cinco anos. Já o nível de atividade industrial na região da Filadélfia marcou 11,5 pontos em outubro deste ano, frente a 14,1 pontos em setembro.

(Redação - Agência IN)