Brasil é o 10º parceiro da UE no semestre

SÃO PAULO, 2 de outubro de 2009 - No primeiro semestre deste ano, a participação do Brasil no comercio total da União Europeia ficou em 1,8% para exportações e 2,1% para importações. Caracterizando o País como o 10º parceiro comercial mais importante para a União Europeia, segundo dados divulgados hoje pelo Escritório de Estatística da Comunidade Europeia, Eurostat. Entre 2000 e 2008, a parcela do Brasil no comércio da União Europeia se manteve correspondente a 2%.

De acordo com a pesquisa, nos primeiros seis meses de 2009, o valor das exportações da União Europeia para o Brasil caíram para ? 9,3 bilhões, contra ? 12 bilhões no mesmo período de 2008. E as importações decresceram de 17,5 bilhões, para ? 12,6 bilhões. Como resultado, o déficit comercial da região com o Brasil caiu, atingindo ? 3,3 bilhões no primeiro semestre de 2009, ante ? 5,5 bilhões em 2008.

Vale destacar que a queda no valor do comércio da União Europeia com o Brasil está em linha com a tendência geral de redução do comércio externo da região no primeiro semestre deste ano, segundo destacou a instituição.

Ainda de acordo com a pesquisa, no período entre os anos de 2000 e 2008 o valor das exportações de bens dos 27 países que compõem a União Europeia para o Brasil cresceram 56%, enquanto que as importações praticamente dobraram. O efeito levou a União Europeia a obter um déficit crescente no comércio de bens com o Brasil, passando do resultado negativo de ? 1,8 milhões em 2000, para ? 9,5 bilhões em 2008.

(CSU - Agência IN)